Powered by Rock Convert

No último ano, as taxas de juros aumentaram mais de 300%. Para o consumidor, é necessário ter muito cuidado e atenção para não transformar dívidas, empréstimos e financiamentos inicialmente pequenos em uma verdadeira bola de neve.

Os juros de cartão de crédito são grandes vilões dos consumidores, mas, infelizmente, ainda são poucos que realmente usam esse recurso com sabedoria para não cair em grandes dívidas, complicando a vida financeira.

Para te ajudar a evitar os juros do cartão de crédito e ter uma tranquilidade financeira cada vez maior, prepararamos este artigo com várias dicas. Vamos lá?

1. Saiba até onde você pode gastar

O primeiro passo é entender quanto você ganha e, por consequência, até onde você pode gastar. O segredo para uma vida financeira equilibrada é ter definido o seu orçamento do mês e se prender a ele, para evitar que as finanças saiam do controle e você acabe se endividando.

Avalie cada área da sua vida e veja qual é a média de investimento em cada uma delas: gastos fixos — aqui entram aluguel, contas de luz, água e internet, alguma mensalidade, como de escola ou do financiamento do carro —, alimentação, passeios, compras, etc. 

2. Parcele apenas quando valer a pena

Parcelar as compras pode parecer uma tentação, mas é preciso ficar de olho para não cair na cilada do cartão de crédito e acabar se embolando em muitas prestações e faturas cada vez mais altas.

Para ter mais tranquilidade e deixar a sua vida financeira organizada, opte por comprar sempre à vista. Deixe para parcelar apenas quando realmente valer a pena, quando for necessário fazer compras de alto valor ou em casos de emergência.

Fora essas ocasiões especiais, o ideal é comprar usando apenas o débito ou dinheiro vivo, evitando o elemento surpresa no fim do mês.

3. Fique de olho na data de fechamento da fatura

Saber a data de fechamento da fatura vai te ajudar a se prevenir para ter um dinheiro reservado para pagar aquela fatura. Se o seu salário costuma cair no quinto dia útil, mas o seu cartão fecha depois da segunda quinzena, é necessário que você tenha bastante controle para conseguir pagar a fatura inteira quando chegar, concorda?

Se, atualmente, você ainda não sabe quanto vai vir na próxima fatura — porque dividiu muitas compras, por exemplo —, uma boa dica é analisar as faturas anteriores e visualizar quantas parcelas faltam em cada uma das compras. Assim, você tem uma ideia melhor de quanto precisará ser pago no próximo mês.

4. Faça um planejamento financeiro

A dica primordial para ter uma vida financeira mais organizada e transparente é fazer um planejamento. Para isso, recomendamos sempre que você anote:

  • O quanto ganha;
  • O quanto gasta em itens fixos (aluguel, água, luz, telefone, internet, etc.);
  • Quais são os gastos variáveis (passeios, compras, imprevistos).

Ao visualizar todas essas informações, você conseguirá entender onde está gastando mais e em quais áreas precisa fazer alguns cortes. 

Defina qual é o teto máximo de gasto em cada área e organize sua vida para caber dentro desse orçamento.

Powered by Rock Convert

Vá fazendo pequenos ajustes na sua rotina, avaliando o que pode ser otimizado, e tente melhorar todos os meses. Não deixe o hábito de anotar os gastos de lado. Mantenha essa rotina para entender todos os meses como foram os gastos, quais foram os imprevistos e, a partir daí, como melhorar nos meses seguintes.

5. Não use o cartão como renda complementar

Um dos erros mais comuns dos consumidores é utilizar o cartão de crédito como renda complementar. Depois que o saldo de débito está baixo, muitas pessoas usam o cartão de crédito para continuar consumindo durante o resto do mês.

Esse hábito é um problema, porque, quando a fatura do cartão fecha e um novo mês começa, o consumidor já está com uma grande conta a ser paga — e pela frente mais um mês inteiro de compras que precisam ser feitas.

Por isso, antes de usar o cartão como renda complementar, é preciso considerar a possibilidade de isso se tornar uma bola de neve, virando um grande problema no futuro.

6. Converse com toda a família

Se você está planejando transformar sua vida financeira e ter uma rotina muito mais organizada, é preciso envolver toda a família. Ajustar e reduzir os gastos vai envolver todos que dependem daquela renda e, por isso, é fundamental que toda a família esteja ciente das mudanças e consiga se ajustar a essa nova realidade.

É preciso se reunir com todos, apresentar os números, deixar a realidade financeira da família clara para todos e mostrar quais são os próximos passos para resolver esse problema. Com todos envolvidos, é mais fácil que os cortes nos gastos sejam feitos e as coisas se ajeitem mais rápido.

7. Reduza gastos e rever necessidades

Como dito anteriormente, é fundamental anotar os gastos que são realizados diariamente. Com isso em mãos, você conseguirá identificar em quais áreas da sua vida está gastando mais dinheiro que o planejado e, a partir daí, rever essas necessidades e reduzir os gastos.

Quanto menos gastos você tiver, mais dinheiro sobra no fim do mês para investir nas suas metas e objetivos reais, como viajar com a família, comprar um veículo ou até mesmo sair do aluguel.

8. Negocie com o banco

E, claro, se você tem um cartão de crédito com tarifas altíssimas, é hora de ligar no banco para negociar o valor dessas taxas.

Se existem dívidas junto ao banco, também vale a pena ligar para negociar. Muitas vezes os consumidores conseguem descontos interessantíssimos e quitam seus débitos por um valor muito menor do que o atual, com boas condições de pagamento.

Aprender a organizar a vida financeira é fundamental, tanto para a pessoa física quanto para o empreendedor. Infelizmente, falar sobre educação financeira é algo não muito comum, mas precisamos mudar essa realidade.

Se você quiser aprender mais sobre o tema e mudar de vez a realidade da sua empresa, da sua família e da sua vida financeira, analise a possibilidade de realizar um curso de Administração Comercial ou Gestão Financeira. Esses cursos vão te ajudar a criar um planejamento assertivo para não entrar no vermelho e nunca mais ser vítima dos juros do cartão de crédito.

Quer aprender mais sobre como organizar sua vida financeira e conquistar muito mais tranquilidade e autonomia? Assine nossa newsletter e receba mais dicas!

Powered by Rock Convert

Escreva um comentário