Powered by Rock Convert

Thiago é um rapaz recém-formado no ensino médio, que busca adentrar no mercado de trabalho e não sabe exatamente qual postura adotar em relação às suas emoções. Ele já ouviu falar sobre o termo inteligência emocional, mas não sabe ao certo do que se trata.

Acontece que existe uma cultura muito difundida no meio corporativo de que os grandes empresários devem livrar-se de suas emoções e assumirem um papel extremamente frio e racional. Porém, há também aqueles que acreditam estar acima do bem e do mal e que, portanto, podem se comportar da forma que bem entenderem — inclusive manifestando suas emoções de forma descontrolada, afetando aqueles ao seu redor.

É nessa encruzilhada que se encontra Thiago e se você, assim como ele, também deseja desenvolver-se emocionalmente para triunfar no ambiente de trabalho, continue o post que vamos dar algumas dicas.

O que é inteligência emocional

Vamos começar explicando melhor esse conceito: a inteligência emocional se trata da habilidade de identificar, entender e utilizar da melhor forma as suas emoções, de maneira sempre positiva.

Thiago logo entendeu que essa característica, quando bem trabalhada, lhe permitiria o bom relacionamento interpessoal, favorecendo uma maior compreensão e entendimento entre as partes envolvidas, assim como uma comunicação mais eficaz.

Os cinco pilares da inteligência emocional

Esse conceito ganhou maior popularidade após o lançamento do best-seller “Inteligência Emocional” (1995), do psicólogo Daniel Goleman. Segundo o autor, essa habilidade se baseia em cinco pilares, que vamos explorar a seguir.

Autoconhecimento emocional

É necessário procurar entender como funcionam as emoções que nos acontecem e tentar ser mais crítico diante delas, tendo consciência de como elas nos influenciam.

Controle emocional

Se trata da capacidade de processar as emoções por meio da racionalidade e reagir de maneira inteligente quando for tomado por uma emoção muito forte.

Automotivação

Ser consciente em relação às nossas emoções e ao quanto elas influenciam nas nossas ações é muito importante para nos manter motivados no dia a dia.

Powered by Rock Convert

Reconhecer emoções nos outros

Estamos falando aqui de empatia: a capacidade de reconhecer as emoções alheias e nos colocar no lugar daquela pessoa para entender melhor como ela se sente.

Lidar com as emoções alheias

Se trata de praticar o conhecimento sobre o funcionamento das emoções para gerir melhor as emoções das outras pessoas ao seu redor.

Formas de desenvolver a inteligência emocional

Após compreender os cinco pilares que sustentam a inteligência emocional, Thiago começou sua busca por formas de desenvolver essa habilidade. Sabe que seria de grande proveito tanto no ambiente de trabalho, quanto também em outros âmbitos de sua vida. Confira algumas técnicas que podem ajudar nessa jornada.

1. Aprenda a trabalhar as emoções negativas

Sentir emoções negativas é algo inevitável e que todos nós estamos suscetíveis. Quando esses sentimentos nos acometem por longos períodos de tempo, acabam tendo um grande potencial de nos desestabilizar.

Por isso, é importante que mantenhamos essas emoções que nos afetam sob controle e, quando houver grande dificuldade nesse ponto, a procura de um bom profissional de psicologia pode ser de grande ajuda.

2. Trabalhe sua autoconfiança

É essencial saber o que deseja, até onde quer chegar e, a partir disso, alcançar seus objetivos. Para tanto, é necessário conhecer seus pontos fortes e fracos, trabalhando sempre em busca de aprimoramento. Tudo isso só pode ser feito com uma autoconfiança em dia. Se você não acredita em si mesmo, dificilmente alcançará o que almeja.

3. Aprenda a lidar com a pressão

Nos dias de hoje, em diversas situações somos submetidos a grandes pressões: sejam elas externas, originárias de chefes ou indivíduos a quem prestamos conta, ou até mesmo internas, fonte de cobranças excessivas em cima de nós mesmos.

Devemos aprender a distinguir quais são nossas prioridades e, dessa forma, não sucumbir às exigências surreais e nem deixar que a ansiedade tome conta.

O mercado de trabalho é muito competitivo e exigente. Por isso, se você deseja triunfar nesse meio, faça como o Thiago e busque desenvolver a inteligência emocional. Com certeza o profissional que está no controle dos seus sentimentos tem maiores chances de se destacar dentre a concorrência.

Gostou do nosso post? Compartilhe nas suas redes sociais para deixar seus amigos e familiares por dentro do assunto!

Powered by Rock Convert

Escreva um comentário