Após terminar o Ensino Médio, Ana Laura se deparou com uma dúvida comum entre os jovens da sua idade: escolher fazer um curso profissionalizante ou optar pelo curso técnico?

Diante dessa questão, ela foi atrás de respostas que mostrassem as diferenças de cada uma das alternativas, a fim de fazer a melhor escolha para sua vida profissional, que estava prestes a começar.

Se você se identificou com o problema de Ana Laura e também tem dúvidas sobre qual deles escolher, continue a leitura e saiba quais são as principais diferenças entre curso profissionalizante e curso técnico!

O que é curso técnico?

Em primeiro lugar, vamos explicar o que é o curso técnico. Mesmo tendo duração curta em relação a um curso superior, esse tipo de ensino costuma durar até 24 meses. Em geral, é necessário preencher alguns requisitos, tal qual estar cursando o Ensino Médio ou já tê-lo concluído.

A formação técnica tem como proposta a capacitação do jovem para executar funções que exijam aprendizados teóricos mais inovadores, sendo indicada para os alunos que desejam ter um currículo que compreenda muitas áreas de atuação. Como esses cursos costumam ser mais caros, o indivíduo tem a opção de realizar as inscrições no Pronatec.

Tendo em vista que todos os cursos técnicos necessitam da aprovação do MEC, os alunos formados nesse tipo de curso recebem um certificado que apresenta validade nessa instituição, com as disciplinas e horas concluídas, que visa a atestar sua formação técnica.

Para que o jovem formado em um curso técnico receba seu diploma, muitas vezes é preciso elaborar um trabalho de conclusão e ter completado uma carga horária mínima de estágio.

O que é curso profissionalizante?

Já o curso profissionalizante apresenta uma duração que não ultrapassa 6 meses. Em geral, na maioria dos casos, ele não costuma ter pré-requisito algum.

Esse tipo de formação tem como finalidade capacitar o aluno a exercer tarefas básicas dentro de uma empresa, sendo recomendado para as pessoas que desejam obter crescimento profissional.

Outra característica do curso profissionalizante é que ele não necessita da aprovação do MEC. Logo, é considerado uma opção livre, uma vez que não emite diploma.

Além disso, é possível que o jovem receba um documento de conclusão da instituição, sendo que esse não será validado pelo MEC.

Um curso profissionalizante não exige a necessidade de entrega de um trabalho de conclusão, assim como não há obrigatoriedade de se fazer um estágio.

Ele promove, ainda, a competitividade do profissional, uma vez que esses profissionais são melhores avaliados nas entrevistas de emprego. Isso significa que eles estão muito bem treinados para realizar uma tarefa mais específica.

Outro ponto importante é a alta empregabilidade, pois, na maior parte dos casos, as próprias companhias dispõem de cursos profissionalizantes para seus funcionários. No caso de cursos abertos, são firmados convênios entre as instituições de formação e as empresas, a fim de haver indicação de profissionais, considerando que o próprio curso já torna o indivíduo mais competitivo.

Por fim, a possibilidade de se especializar em determinada área abre caminhos mais rápidos para o profissional que deseja entrar com o “pé direito” no mercado de trabalho!

Qual escolher?

Agora que explicamos como funcionam tanto o curso técnico quanto o profissionalizante, torna-se mais fácil escolher qual é a melhor opção para você, não é mesmo?

De modo geral, o jovem que faz a opção pelo curso profissionalizante deseja mudar de vida, iniciando em alguma profissão que goste, ou ainda, atuando em uma área que até então era totalmente desconhecida para ele!

Muitas empresas oferecem cursos profissionalizantes para seus funcionários, a fim de treiná-los e, consequentemente, torná-los mais capacitados para desempenhar suas funções.

Já os cursos técnicos são escolhidos por muitos jovens, tendo em vista que servem como preparatório para o curso superior. Assim, é possível obter uma visão mais ampla do que será abordado na graduação, mas em um período menor.

Pense bastante em quais são suas aspirações profissionais e suas atuais necessidades para que, assim, você possa escolher a melhor modalidade de ensino.

 Por que escolher o CETESC?

O CETESC é uma empresa que oferece cursos profissionalizantes no estado de Santa Catarina. Atualmente, a instituição conta com 7 escolas no estado, sendo 6 próprias e uma franquia.

Os cursos oferecidos pelo CETESC são:

  • Administração comercial e gestão financeira;
  • Bricscad/Autocad;
  • Gastronomia mundial;
  • Gestão de TI;
  • Assistência técnica de computadores;
  • Fotografia digital;
  • Computação gráfica e design;
  • Mecânica de motos e automotiva;
  • Cabeleireiro profissional;
  • Maquiagem profissional;
  • Auxiliar de farmácia de manipulação;
  • Atendente de farmácia comercial;
  • Informática e tecnologias digitais;
  • Robótica;
  • Soldador eletrodo;
  • Automação residencial com Arduino, entre outros.

Além disso, a instituição apresenta uma nova visão para qualificação de alunos, trabalhadores e profissionais de modo geral, optando por uma maneira prática de ensinar, que motiva e mostra a realidade do mercado de trabalho.

Somam-se aos cursos oferecidos as palestras ministradas por profissionais capacitados em seus respectivos ramos de atuação. Logo, o CETESC pode aprovar e inserir no mercado de trabalho profissionais mais bem treinados e qualificados, que conseguem compreender a importância dentro das empresas em que atuam.

Ainda é válido acrescentar que a instituição já opera com o sistema de franquias, podendo ser aberta por franqueados que tenham interesse no negócio. Além disso, também oferece cursos corporativos, os quais podem ser contratados por empresas que queiram qualificar suas equipes.

O que torna o CETESC especial é o marketing da escola, diferentemente dos concorrentes, pois ele não trabalha informações falsas, passando apenas dados reais. Ademais, outros pontos relevantes são a qualidade dos serviços oferecidos w o fornecimento de material didático adequado e atualizado frequentemente para os aluno, assim como a estrutura moderna na escola.

O CETESC investe muito em tecnologia, de forma que os alunos possam contar com ótimos equipamentos, além de ter a possibilidade de usufruir de aulas presenciais com uma equipe dinâmica e atualizada.

Ao entender as diferenças entre o curso profissionalizante e o técnico fica mais fácil para você optar pelo que mais vai lhe agregar conhecimentos e experiência na vida profissional. Mas lembre-se de que escolher a escola certa é o primeiro passo para ter um futuro brilhante!

Entre em contato com o CETESC e conheça vantagens que ele oferece aos alunos interessados em fazer um curso profissionalizante!

Escreva um comentário