Neste texto, vamos acompanhar a história de Laura. Ela acabou de se formar no ensino médio e não quer perder tempo até encontrar seu primeiro emprego. Laura tem alguns receios que acabam atrapalhando sua chance de encontrar a vaga mais adequada. Aparentemente, o mercado está fechado para absorver pessoas inexperientes, mas não é bem assim.

Existem muitos nichos diferentes em cada área e oportunidades esperando para serem encontradas. Para chegar lá, é importante construir um currículo com o mínimo de qualificação profissional. É necessário, também, ter esperteza para investigar as melhores vagas e investir no que mais importa para impressionar seus possíveis contratantes.

Sabia que todos esses detalhes fazem muita diferença? Pensando nisso, vamos com a Laura identificar quais são as melhores dicas para você conquistar o primeiro emprego! Preste atenção e vamos lá!

1. Mantenha uma rotina de estudos

Nossa personagem é recém-formada no ensino médio e tem uma aversão muito grande para voltar aos estudos. Essa é uma postura compreensível, entretanto, é pouco efetiva.

A leitura é importante em todas as fases da vida e certamente ajudará a conquistar um emprego. Dessa forma, quanto mais conhecimento adquirir, mais fácil será ter acesso a uma vaga que agrade você.

O estudo não serve apenas para o mercado, mas também nos ajuda a crescer enquanto indivíduos, abrindo portas para outros pontos de vista sobre o mundo. Existe um amplo acesso a informação, porém, ela é difusa e pouco confiável em muitos casos.

Nesse sentido, estudo é a prática de se dedicar a um assunto de maneira racional e sistemática, de modo a elevar seu conhecimento sobre determinado tema ou, até mesmo, ensinar preceitos importantes — a empatia, por exemplo.

2. Tenha bons hábitos de saúde e alimentares

Outro ponto normalmente desprezado por quem está na corrida pelo primeiro emprego é o cuidado consigo mesmo, com o corpo e a mente. Quando colocamos a necessidade de um trabalho acima de absolutamente todo o resto, é possível que esse comportamento tenha consequências negativas para você.

Além disso, quando não nos alimentamos adequadamente ou ignoramos fatores primários da saúde, como o tempo mínimo de sono, dificilmente conseguiremos nos apresentar como alguém confiável a ser contratado por uma empresa.

Independentemente do ramo, os gestores procuram por pessoas que demonstrem empenho e vitalidade para executar o que for necessário, e é isso que você deve buscar construir consigo mesmo para chegar lá! Em sua jornada pelo primeiro emprego, Laura descobriu que investir nesse tipo de cuidado traz resultados proveitosos.

3. Construa um bom currículo

O currículo é a sua apresentação primária para o mercado. Não é a toa que dizem que as primeiras impressões são as que ficam, e, nesse caso, isso faz ainda mais sentido. A maior parte dos setores de RH nem tem tempo para entrevistar cuidadosamente e conhecer quem de fato é a pessoa por trás daquele texto. Apesar de impessoal, essa é a forma convencionada de transmitir ao seu interlocutor suas capacidades e histórico.

Desnecessário dizer que é totalmente desaconselhado mentir em seu currículo, mesmo que ligeiramente. Além de desonesta, essa é uma prática que pode até mesmo provocar consequências jurídicas.

A protagonista de nossa história tem bastante receio de escrever um currículo, o que acabou fazendo com que ela buscasse uma amiga para ajudar. Não há nada de errado nisso, desde que você consiga entregar um material de qualidade.

4. Amplie sua rede de contatos

Saia do isolamento! Sempre vale conviver com pessoas novas e conversar com elas, mesmo que não ajudem diretamente para uma contratação, elas podem dar um ponto de vista novo ou uma dica relevante sobre seus interesses profissionais.

Mesmo que digitalmente, vale a pena se aproximar e manter contato com quem está interessado em crescer coletivamente. Manter-se em uma posição isolada é ruim por vários ângulos, portanto, fique atento para não cair nesse lugar. O contato com o outro é sempre enriquecedor!

5. Não tenho medo de se lançar no mercado

Muita gente tem receio de entregar currículos ou de buscar uma vaga por vergonha ou sentimentos similares. Essa postura é bastante prejudicial e deve ser combatida na medida do possível.

Não é vergonha estar interessado em construir uma carreira profissional! Pelo contrário: essa é uma atitude que deve partir de você mesmo.

6. Prepare-se para as entrevistas

O momento da entrevista é crucial, não tem jeito. Questões simples como chegar com um pouco de antecedência no local, não se atrasar e apresentar-se com disposição, de fato, fazem toda a diferença.

Para isso, você pode, no dia anterior, já procurar na internet qual é o local da entrevista, pensar em como fará a rota, e, assim, ir se preparando para não chegar ao local com pressa ou estressado.

Laura é a típica estudante com medo de falar em público. Apesar disso, ela treina todos os dias para evoluir seu poder de comunicação.

7. Desenvolva-se no campo da comunicação

O campo da comunicação é muito mais amplo do que parece. Ele faz parte de qualquer profissão e se faz necessário para o trabalho em equipe, além do relacionamento com o cliente.

Valorize o investimento nessa área para si mesmo. A capacidade de se expressar e de se colocar no mundo não é inerente ou imutável, podemos sempre evoluir nesse sentido e mudar aquilo que somos, mesmo que ligeiramente.

8. Tenha qualificação profissional

Um quesito central é a bagagem que você apresenta para a empresa em questão. Existe uma anedota que diz que “é impossível de alcançar um primeiro emprego, já que todos pedem experiência prévia”. Na prática, essa experiência em questão pode ser atingida com a realização de cursos profissionalizantes.

De fato, é mais improvável que uma empresa contrate alguém que não tenha nenhuma experiência de aprendizado, além do ensino básico.

Mesmo depois de conseguir o emprego, continuar procurando por qualificações é um processo crucial para alavancar qualquer carreira.

9. Faça cursos profissionalizantes

Um método eficaz de adquirir a certificação e conhecimento necessários para executar uma função adequadamente é se matricular em um curso profissionalizante. Hoje em dia, a noção de que a faculdade é o melhor caminho para construir uma carreira já está ultrapassada.

Os cursos profissionalizantes podem ser uma ótima ponte para que você alcance o primeiro emprego, já que são criados justamente para preparar você para o mercado de trabalho. Faça uma pesquisa em sua região e conheça os lugares disponíveis para você começar já!

Além da formação em si, é essencial ter o cuidado de procurar por uma instituição reconhecida e de qualidade para investir no seu aprendizado. Esses pequenos cuidados certamente levarão você à vaga que você merece!

Laura está prestes a conseguir sua primeira oportunidade no mercado de trabalho. Siga suas dicas e essa história também poderá ser sua!

Ficou interessado em se lançar no primeiro emprego? Entre em contato com a CETESC e conheça nossos cursos que impulsionarão sua carreira!

Escreva um comentário